TRILOGIA DA GUERRA - AGAMÉMNON de Jaime Rocha

TRILOGIA DA GUERRA - AGAMÉMNON de Jaime Rocha
LOCAL: Museu Arqueológico de São Miguel de Odrinhas – Pátio Árabe ACESSO: € 10 (desconto de 10% para Munícipes de Sintra mediante apresentação de um comprovativo de morada válido por bilhete. Desconto aplicável nos postos de venda excepto Internet)
TEATRO
DATA: 02/09/202109/10/2021 HORÁRIO: quintas, sextas e sábados às 21h30

Pela MUSGO Produção Cultural

A Grécia declara guerra a Tróia após o rapto de Helena por Páris. Estamos na Antiguidade Clássica. Agamémnon o protagonista desta tragédia que faz derramar muito sangue, desperta enormes paixões e mostra o homem nas suas facetas mais íntimas, comovedoras, filosóficas e animalescas. O dramaturgo Jaime Rocha construiu, a partir deste mito fundador do teatro grego, uma peça, ao mesmo tempo tragédia e comédia, que responde às preocupações, utopias, angústias, ideais não só do homem antigo, como também do homem contemporâneo.
O autor introduz neste texto um olhar renovado quer nos conteúdos, quer no vigor e na agilidade dos diálogos e relatos. Sendo por um lado fiel à história narrada e problematizada pelo texto fundador, o Drama Antigo, esta peça traz ao teatro contemporâneo português uma nova visão de uma realidade mitológica muito singular, onde a coragem, a intriga, o ódio, a paixão, a solidariedade, o abandono e a errância são elementos dramatúrgicos fundamentais, uma realidade em que o homem mostra a sua verdadeira face e deixa cair as máscaras.
O autor, ao reconstruir este mito grego, reflecte também sobre como ele perdura no tempo e como se adapta aos dias de hoje, como chega até nós e é enquadrado no mundo moderno. De facto, a guerra nunca acabou, continua a ser uma presença constante e uma ameaça ainda mais mortífera, já que põe em causa a própria existência humana.
 
--

FICHA ARTISTICA E TÉCNICA

Designação do espectáculo: “Trilogia da Guerra – Agamémnon” de Jaime Rocha Texto: Jaime Rocha
Encenação: Paulo Campos dos Reis
Dramaturgia: Jaime Rocha e Paulo Campos dos Reis
Interpretação: Miguel Moisés (TEATRO EFÉMERO), Carolina Figueiredo (TEATROMOSCA), Ricardo G. Santos (RUGAS), Filipe Araújo, Rute Lizardo, Regina Gaspar (MUSGO), Clara Marchana, Catarina Rodrigues (MADRASTA DANCE) e um aluno do Curso Profissional de Artes do Espectáculo da Escola Secundária de Santa Maria (Portela de Sintra).
Bailarina: Clara Marchana
Canto lírico: Catarina Rodrigues
Cenografia: Paula Hespanha e Manuel Pedro Ferreira Chaves
Figurinos: Nuno Barracas
Videographer: Ricardo Reis
Assistência de encenação: Ricardo Soares
Desenho de luz: Carlos Arroja e Paulo Campos dos Reis
Produção executiva: Rute Xavier
Direcção técnica: Carlos Arroja
Apoio à cenografia: Pedro Cóias
Costureira: Carina Soares
Direcção de produção: MUSGO Produção Cultural
Co-produção: Efémero, Madrasta, Musgo, Rugas e teatromosca
Promotor: Fundação Cultursintra FP

--

Mais informações brevemente