MÚSICA NA QUINTA 2022

MÚSICA NA QUINTA 2022
LOCAL: Quinta da Regaleira ACESSO: Incluído no bilhete de visita à Quinta da Regaleira
MÚSICA
DATA: 10/04/202218/12/2022 HORÁRIO: Domingos e datas especiais às 16h00

PROGRAMA

10 ABR
| Domingo 16h00
RECITAL DE FLAUTA E PIANO
Pelo Le Coup Toucher
Juliana Dias, flauta transversal
Rafael Araújo, piano

G. Brun (1878-1961) - Romance op. 41
Franz Schubert (1797-1828) - Introdução e Variações sobre o tema Trockne Blumen, D.802 
C.W. Gluck (1714-1787) - Melodie, "Dança dos espíritos abençoados", Orfeu e Eurídice
 
A vida fatídica de F. Schubert levou-o sempre a escrever e a pensar sobre o sopro da existência e a plenitude do consentimento da morte. Ele é elogiado pela magnitude do seu engenho do Lied, tendo a sua produção musical mais de 600 canções do género. O seu texto musical evoca o aroma das palavras de poetas como Schiller, Goethe, Rückert e Müller. A obra Variações sobre o tema Trockne Blumen usa a 18ª canção do ciclo de Schubert Die schöne Mullerin (A Bela Moleira). O ciclo retrata a história de um jovem cuja jornada o leva a tornar-se um aprendiz de um moleiro, e, lá, encontra uma jovem que o enfeitiça e seduz. Infelizmente, o objeto do seu amor prefere um caçador que vestido de verde lhe oferece um laço da mesma cor. O jovem desenvolve uma obsessão pela cor verde terminando por suicidar-se no ribeiro. Trockne Blumen (Flores Secas) é uma das últimas canções do ciclo, em que o narrador imagina levar para o túmulo as flores já murchas da filha do moleiro para que brotem mais uma vez e provem que o seu amor era verdadeiro. Este recital celebra o renascer de um novo começo, que em simultâneo, sublinha a efemeridade da morte. 

--

17 ABR | Domingo 16h00
RECITAL DE PIANO
Pelo pianista Raul Pinto
Celebração dos 225 anos do nascimento de Franz Schubert
Franz Schubert - Improvisos (primeiro caderno)

A obra de Franz Schubert (1797- 1828) expressa-se numa música admirável. Se bem que é uma dádiva a toda a humanidade, antes de tudo o mais, serviu para uma privada confissão e para uma frutuosa relação inter-pessoal; boa parte da produção musical do compositor austríaco foi escrita em função de um grupo de amigos (poetas, músicos, e amadores esclarecidos), que se reuniam regularmente em animadas tertúlias que ficaram conhecidas, numa designação algo inexacta, como Schubertíadas.

--

24 ABR | Domingo 16h00
RECITAL DE MÚSICA DE CÂMARA ITALIANA E FRANCESA
Pela soprano Florencia Ribero
V.Bellini (1801) - Ma rendi pur contento, Malinconia
G. Verdi (1813) - Non t'accostare all'urna
Delibes (1836) - Le fille de Cadix
Massenet (1842) - Elegie
Faure (1845) - Apres un reve
Tosti (1846) - A vuchella, Tosti, Chanson de l'adieu
Cecile Chaminade (1857) - Fleur Jetee
Gastaldoni (1861) - Musica Proibita
Debussy (1862) - La mort des amants
Erik Satie (1866) - Le veuf
Reynaldo Hanh (1874) - L'here exquise, La Barchetta, A Chloris
De Curtis (1875) - Non ti Scordar di me
Poulanc (1899) - Les chemins de l'amour

--

25 ABR | Segunda 16h00
RECITAL DE PIANO
Pelo pianista Raul Pinto
Ludwig van Beethoven - Sonata quase fantasia op.27 nº2 (sonata ao luar)

Beethoven chamou lhe "quasi una fantasia". Uma fantasia de um (quase) surdo músico, onde a exposição sentimental e dramática privada, confronta sentimentos de prostração com indignação.
A génese do Romantismo e o final da submissão do gosto politizado dos mecenas da época. O encontro com o “Eu”, substituindo definitivamente um conceito estético mais artesanal, já embrionário nos seus antecedentes.

--

1 MAI | Domingo 16h00
RECITAL DE PIANO
Pelo pianista Raul Pinto
175 anos da morte de Felix Mendelssohn
 
LIEDER OHNE WORTE / SONGS WITHOUT WORDS / CANÇÕES SEM PALAVRAS
As “canções sem palavras” são peças breves, onde subtraímos as palavras às canções e restam os afectos. A ausência de algo nomeado intensifica a imaginação, como se lêssemos um poema de olhos vendados. 
 
“As pessoas geralmente reclamam que a música é muito ambígua, que o que elas devem pensar quando a ouvem não é claro, enquanto que todos entendem as palavras. Mas para mim é o contrário. E não somente em relação a um discurso inteiro, mas também em palavras individuais. Elas também me parecem tão ambíguas, vagas, tão enganosas em comparação com uma música verdadeira, que enche a alma com mil coisas melhores 
que as palavras. Os pensamentos que me são expressos pela música que amo não são muito vagos para eu colocar em palavras, mas, ao contrário, são bem definidos." — Mendelssohn, 1865.

--

8 MAI | Domingo 16h00
RECITAL DE FLAUTA E PIANO
Pelo Le Coup Toucher
Juliana Dias, flauta transversal
Rafael Araújo, piano

3 B´s ALEMÃES: BACH, BEETHOVEN, BRAHMS
O grupo dos 3B’s reflete-se na história da música ocidental como pedra basilar na construção e reformulação do pensamento teórico-prático entre os anos de 1650 a 1850. Todos eles de origem alemã e com uma forte ligação à fé e evocação filosófica do ser humano como arquiteto sonoro, representado pelas qualidades artísticas supremas. J.S.Bach, como pai do Barroco, talhou o caminho do contraponto e a exuberância harmónica a Beethoven. Com este, assistimos ao nascimento do romantismo, levando o Homem a acentuar as suas paixões e emoções, abrindo um espaço para a música programática. Tecido neste horizonte, o universo de Brahms é caracterizado pela união de todas as sinergias, unindo o pensamento das suas anteriores referências musicais.

J.S. Bach (1685-1750) - Sonata em Mi m
L. Van Beethoven (1770-1827) - Sonata em Sib M, WoO. Anh. 4
J. Brahms (1833-1897) - Vier Gesange, op.46

--

15 MAI | Domingo 16h00
RECITAL DE PIANO
Pelo pianista Raul Pinto
Chopin - Mazurkas, Noturnos, Valsas e improvisos

CHOPIN UM GÉNIO NA PEQUENA FORMA
A pequena forma reveste-se de uma importância maior nas inovações estéticas do Romantismo musical, nomeadamente no repertório pianístico. O carácter intimista, a emotividade e os afectos são os sustentáculos deste género musical de grande densidade poética. Em Chopin, agregamos um sentimento de permanente saudade, procedente do exílio em Paris, durante a russificação da Polónia. Chopin foi sepultado no cemitério de Père Lachaise, o coração foi transladado e conservado na Igreja da Santa Cruz em Varsóvia.

--

22 MAI | Domingo 16h00, na Casa do Gerador
RECITAL DE CORDAS
Pelo Duo Tessitori
Serenata, o amor de muitas formas

João Loureiro - Surrender
Graham Whettam - Serenade
Isaac Albéniz - Granada Serenata
João Loureiro - "Queres que te conte ou que te diga?"
Franz Schubert - Serenade
Arvo Part - Spiegel im Spiegel
Heitor Villa-Lobos - Aria Cantilena
João Loureiro - Canção de Embalar

--

29 MAI | Domingo 16h00
RECITAL DE ÓPERA
Pela soprano Florencia Ribero e o Ensamble Iberoamericano

MOZART
Porgi amor (Le nozze di Figaro)
Ah , chi mi dice mai // Ah fuggi il traditor (Don Giovanni)
Come Scoglio (Cosi fan tutte)

MASSENET
Adieu notre petite table (Manon)

PUCCINI
Oh mio babbino caro (Gianni Schicchi)
Quando m'en vo (La Boheme)
Signore Ascolta (Turandot)
Senza Mamma (Suor Angelica)
Vissi D'arte (Tosca)

VERDI
Come in quest'ora bruna (Simon Boccanegra)

MASCAGNI
Son Pocchi fiori (L'amico Fritz)

GERSWIN
My man's gone now (Porgy & Bess) Summertime (Porgy & Bess)

BIZET
Habanera (Carmen


Mais informações brevemente